Portuguese

 

Quando são os exames?

As provas de língua portuguesa, escrita de conhecimentos e prática com um doente serão realizadas apenas uma vez por ano na época de Junho/Julho.

Onde me posso inscrever para o exame?

Contacte a secretaria de cada escola.

Quando me posso inscrever para o exame?

As inscrições estão abertas em permanência. Contudo, apenas candidatos cujos processos completos tenham sido recebidos até 15 de Maio de cada ano podem candidatar-se às provas desse ano, ficando os restantes inscritos para o ano seguinte.

Que passos compõem o exame de equivalência?

Depois da sua inscrição ser aceite, terá de realizar uma prova escrita de língua portuguesa, uma prova escrita de conhecimentos, uma prova clínica com um doente e defender uma dissertação de mestrado, semelhante à dos alunos do 6º ano do Mestrado Integrado em Medicina.

A prova de língua portuguesa é obrigatória?

Estão dispensados da prova de língua portuguesa todos os cidadãos de países de língua oficial portuguesa.

Como é a prova de língua portuguesa?

Consiste na leitura e interpretação de um texto, leitura e interpretação de uma tabela de dados e na elaboração de uma composição.

Como é a prova escrita de conhecimentos?

É um teste com 120 perguntas de escolha múltipla cobrindo as áreas de Medicina Interna (40), Pediatria (20), Cirurgia (20), Obstetrícia/Ginecologia (10), Saúde Mental (10), Clínica Geral (10) e Saúde Pública (10).

Como é a prova clínica?

Realizada numa unidade de saúde, consiste na colheita da história clínica e realização do exame físico de um doente, e posterior discussão com o júri, incluindo diagnósticos diferenciais, meios complementares, diagnóstico definitivo, terapêutica e prognóstico.

Quantas vezes posso repetir o exame?

Cada candidato apenas terá duas oportunidades para realizar cada uma das provas, independentemente da escola em que se inscreve.

De que documentos necessito para me inscrever?

Pode consultá-los aqui

Quanto custa um pedido de equivalência?

Contacte a secretaria de cada escola.

Licenciei-me num país da União Europeia. Posso pedir a equivalência?

Os graus atribuídos por países da União Europeia são automaticamente reconhecidos em Portugal, pelo que não necessita de obter equivalência para se poder inscrever na Ordem dos Médicos em Portugal. Contudo, caso deseje, pode pedir também um processo de equivalência.